Buscar

Clientes de fintech passarão a ter caixa eletrônico para poder efetuar saques

Folhapress FINANÇAS

09/08/2018 - 01h

05min. Alterada em 09/08 às 01h00min

Consumidores poderão sacar em contas mantidas via aplicativos e tirar dinheiro de caixas eletrônicos sem precisar de cartão. Essas operações passam a ser possíveis a partir de parceria da ABFintechs (associação que reúne as startups do setor financeiro) com a empresa Saque e Pague, que possui rede de 1.100 caixas de autoatendimento. 

Com o acordo, as mais de 300 startups da associação ficam aptas a oferecer seus serviços nos pontos de atendimento da Saque e Pague. Assim o setor de startups financeiras busca vencer uma das principais desvantagens na disputa com os bancos tradicionais: a dificuldade do consumidor de transformar o dinheiro guardado em contas digitais em notas e moedas.

"Esse tipo de parceria é o começo da virada de jogo entre fintechs e bancos", afirma Stephanie Fleury, diretora executiva da ABFintechs.

O cliente que quiser sacar ou depositar dinheiro em sua conta digital poderá encontrar a companhia da qual é cliente em uma lista de serviços disponíveis no caixa e fazer a operação, afirma Stephanie.

Antes, tirar dinheiro de uma dessas contas dependia de ter um cartão pré-pago associado a ela ou fazer transferência eletrônica para uma conta em banco tradicional, o que diminuía o interesse pelo serviço das iniciantes.

"Por mais inovador que seja tudo o que a gente está construindo, a realidade do brasileiro ainda está muito ligada ao dinheiro físico", afirma Stephanie, que também é presidente da startup DinDin, de conta digital via aplicativo.

Fazem parte da associação startups com serviços populares, como Nubank e Neon, a primeira com mais de 4 milhões de clientes. A adesão à rede de autoatendimento depende de opção das fintechs.

A Saque e Pague foi criada em 2010 no Rio Grande do Sul. Também está presente no Espírito Santo, no Pará e em Alagoas. Em expansão, prevê lançar 140 caixas em São Paulo neste ano, segundo Nori Lermen, seu diretor de inovação.

Ele explica que as taxas cobradas do consumidor a cada transação dependerão da opção de cada fintech que aderir ao seu serviço.

Ele diz que a parceria permite aumentar o atendimento da empresa para quem não tem conta em banco. A companhia, além de atender clientes de bancos comuns, permite saques com cartões distribuídos no varejo e pré-pagos.

A maior rede de autoatendimento do País, o Banco24Horas, conta com mais de 22 mil caixas eletrônicos, instalados em 11 mil estabelecimentos comerciais de 620 cidades. Em nota, a Tecban, responsável pela administração da rede, diz considerar que o crescimento das fintechs traz oportunidade de crescimento.

4 visualizações0 comentário